Um sorriso de Natal

Um calor no coração de um abraço sentido, um olhar perdido por aquilo que um dia se perdeu, um sorriso sincero e inocente traçado numa infância plena.

É tanto e tão pouco, é um resto de tudo o que deixamos, do pouco que acreditamos. Serão prendas? Serão alegrias? Serão bajulices, ou nada mais será que uma partilha, uma reunião, um abraço, um beijo.

Mais um ano realizamos o almoço dos mais carenciados da nossa freguesia. Pergunto se todos terão sentido o que senti, e sei que  a verdade vem ao cimo ao rever aquele sentimento tão expresso na cara de cada voluntario.

Porque não é o servir, não é o fazer, é o sentir, o agradecimento daquilo que mais precisamos no natal, é um sorriso espelhado no rosto de uma criança que mostra o quanto perdemos tanto só a pensar em nós…

Mais um Natal se aproxima, uma dor talvez, não tão sofredora, mas não menos tão funda como o ano passado, porque ela vive aqui todos os dias, escondida cá dentro para que ninguém a veja, para que ninguém saiba, nem tenha de ver o fogo que queima.

 

Serão poucas as razões para sorrir, mas ao menos ainda tenho algumas….um sorriso que perdeu o seu brilho, a sua alegria depois da perda…

 

Uma dor, mais um Natal

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

O meu tesouro

Se a vida é feita de pequenas coisas, eu prefiro chamar-lhe de pequenos tesouros que mentem agarrada aqui, e acreditar que apesar de tudo ainda consigo sorrir amanha.

Estes dias foram complicados, mas sei que tenho um teseouro muito grande que está sempre comigo, e uma estrela também que me guia.

Esse tesouro é das coisas mais importantes que tenho, talvez tão pouca coisa faça sentido como ele, tão pouca coisa tome valor como ele tem tomado para mim.

Esse pequeno, mas grande tesouro tem-me ajudado, tem-me ganho na vida uma dimensão maior que todos os tesouros que tenho no mundo.

 

Aproxima-se o natal, uma época um tanto ou pouco triste, para mim e para alguns próximos a mim, mas teremos de saber ultrapassar isto como sempre e erguer a cabeça com um belo sorriso nos lábios e a força de acreditar que a estrela de Natal será eterna todo o ano para nós e nos vai guiar como sempre fez…acredito que sim

 

Ontem e hoje estive com o meu tesourinho, foi aqueles dias maravilhoso que eu adoro, comprar as ultimas prendinhas de natal que faltam, e namorar, para sempre é tão pouco quando estou junto dele…as horas tornam-se minutos com ele…

 

Bem hoje por aqui fico…

Amo-te gordo

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

Coração

Quando de breve abraço

Surge tão longa distância

Apaga no peito a certeza

Que te cá espero com ânsia

 

Uã tempestade longínqua

Apagada na noite sombria

Espero ainda na dor

Essa lágrima a muito fria

 

Olhar esse que vejo no meu

Doce olhar esse teu olhar

Que dá esperança

De um dia poder amar

 

Tarde fria fogo frio

Tão triste esta alegre tristeza

Tão sóbria esta calma serena

Tão incerta esta certeza

 

Alma minha no meu peito

Guardada no meu coração

Perdida, esquecida

Espera um beijo ao vão

 

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

Força em tudo

De cada vez que penso que está tudo minimamente bem vem outro duro golpe, pergunto se tudo tem de ser assim, pensamos que só acontece aos outros e quando nos damos conta está aqui mesmo ao nosso lado, colado aos nosso mais próximos.

É uma coisa aqui dentro sem explicação, uma coisa que faz remoer, e doer no peito. Soluções não haverão, só esperança, e incertezas do dia de amanha. É tudo tão injusto, ver acontecer e não poder agir….

Sentir as pessoas que amo a sofrer assim desta maneira deixa-me tão incapacitada, tão perdida…um abraço não chega, nunca chegará, nada chegará mais…mas ao menos ainda conforta o espírito. Penso eu…

 

Força, coragem…é tudo…

Estou sempre aqui

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

Preciso de férias

Está se a aproximar finalmente as férias, sinceramente não vejo a hora, estes dias tem sido esgotantes, parece que nos tiram a energia toda. Depois é a constipação, está a turma todo constipada, dentro da sala parecemos quase uma sinfonia.

O trabalho é muito, muitos e muitos trabalhos para entregar, muita e muita coisa para estudar ainda. Parece que nos vão manter a trabalhar até ao ultimo dia de aulas, é imperdoável. Fogo…

 

Aproxima-se o natal, e estou com um espírito pouco conveniente para este tipo de festas, sinto-me assim como que fraca, e não é só por estar doente acreditem. Esta época sempre foi muito feliz para mim, nesta altura já eu ansiava pelas ferias e pelas prendinhas que ia receber. Hoje olho e não vejo nada. Parece tudo tão escuro tão triste.

Este ano mais duas prendas não fizeram parte da minha “compra”, senti-me mesmo péssima ao fazer a lista do que iria oferecer as pessoas que gosto e saber que faltavam ali duas.

Vai ser mais um ano estranho e triste para mim. Este frio também está insuportável, nem apetece mais sair de casa de manha, e muito menos sair da cama tal é a preguiça que me dá.

Há muito que não me sentia assim, e agora sinto uma vontade enorme de não fazer nada, ou será falta de vontade de fazer alguma coisa.

Mais um ano que passa e mais um ano que perdi e ganhei…

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Noite soturna

Descalça caminha a noite fria pelos subúrbios da memória há muito perdida, caminha descalça para sentir o frio do que lhe foi um dia roubado, caminha assim para onde nem sabe se vai mesmo.

O fruto da imaginação roubou a inocência das palavras perdidas, roubou mais ainda a certeza de um dia existir naquele mundo perdido. E quando o espelho nos cruza o reflexo da alma e não nos encontramos sentimo-nos sem esperança perdidos além do mundo sem fim.

Trago um sorriso esquecido, uma alma quebrada e uma coração repleto de memórias e saudade. Saudade que ficou das coisas boas que tenho a certeza que existiram, e tristeza das coisas más que ainda perduram neste vil peito manchado pelas recordações.

Existe, não sei onde, não sei bem o local perdido, existido num mito só desconjugado por ai além do que serviu de abrigo um dia, além do que ficou escrito no olhar que é meu, no peito que ainda traz esperança de te encontra um dia. As saudades não matam, torturam, esfaqueia-me um coração já dilacerado pelas amarguras de uma vida.

 

Aproxima-se o silencio, o Anjo branco da alegria que anuncia algo novo, mas para mim só me cobre mais ainda esta quadra de uma tristeza tão negra como o céu lá fora…Sinto-me numa escuridão repleta de monstros ambíguos.

Sinto-me…

 

 

Publicado em Sem categoria | 2 Comentários

É por amor…Gonçalo

A noite de lua cheia
É quase imprescindível
Na silhueta do seu corpo
Eu vejo o invisível
O vento traz de seus cabelos
Um cheiro suave
E eu te juro amor eterno
Nesse instante
Que mágica tem os seus beijos
Que me enlouquecem
Seu jeito de fazer amor
Que é sempre tão suave
Você já sabe como eu gosto
E tudo o que preciso
Eu não seria o mesmo
Se eu não te encontrasse

É por amor que nós fazemos

Sempre coisas impossíveis
É por amor que os
Corações se tornam
Tão indivisíveis
Só no amor que a gente
Entende e sente
O quanto é importante
É por amor que eu estou
Contigo e vivo cada instante
Você me faz sorrir do mundo
E das dificuldades
É o meu porto mais seguro
em minhas tempestades
E quando de loucura e medo
Eu fico sem saída

Você me acalma e
Ilumina a minha vida

É por amor que nós fazemos
Sempre coisas impossíveis
É por amor que os
Corações se tornam
Tão indivisíveis
Só no amor que a gente
Entende e sente
O quanto é importante
É por amor que eu estou
Contigo e vivo cada instante
É por amor… Oh…é por amor

É por amor.. Oh…é por amor

Só no amor que a gente
Entende e sente
O quanto é importante
É por amor que eu estou
Contigo e vivo cada instante
Quando o amor chega assim de repente
Quando o amor toma conta da gente
Quando o amor é verdade
Quando o amor é total
Quando o amor dorme e acorda contigo
Quando é seu companheiro e amigo
É verdade
É total
É por amor…

É por amor que os

Corações se tornam
Tão indivisíveis
Só no amor que a gente
Entende e sente

O quanto é importante
É por amor que eu estou

Publicado em Sem categoria | 2 Comentários