Arquivos Mensais: Maio 2009

Uma dor as vezes

Os dias têm passado meramente iguais. O que um dia começa no outro nunca acaba. A saudade essa consome-me por dentro aos pouquinhos que é para eu sentir com mais dor aquilo que ela todos os dias me traz. Em … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | 2 Comentários

Uma daquelas dores

Um dos piores dias da minha vida aconteceu a cerca de 3 anos. Era uma quinta-feira, e o dia tinha começado quase normal se é que se pode dizer. Lembro-me que eu e o Gonçalo estávamos chateados por uma razão … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Actuações Do rancho folclórico e etnográfico do casal Sentista

Fim-de-semana muito comprido e cansativo este. Sexta sai de Lisboa logo a seguir ao almoço, íamos ter actuação a tarde em Peniche, e eu ainda tinha de ir buscar o traje em casa da minha tia. Estava nervosa, confesso, tenho … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

Eu estou aqui

Eu quero ao mundo perguntarSe me pode acompanhar num futuro que espera por mimE tu não me tentes impedirNem sequer me confundirNão sei tudo mas sei que não quero ficar por aqui E quemQuem me pode entenderSe ninguém me viu … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

Somos felizes assim

Olá gente. Alguns dias que não passo por aqui, sabem como é trabalho e mais trabalho e ainda mais trabalho, parece que não se descansa. Mais um fim-de-semana que passou mega rápido. Este fim-de-semana mais uma vez fui a Entroncamento. … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Esta falta de ti

Tu pensas que eu não choro Porque não me ves chorarnem ouves o meu prantoaté hoje Mas não é bem assimeu não tenho é mais pra darchorei tudoquando foste Tu pensas que eu não sofroporque não me ves sofrernem ouves … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

Grito por ti

Quantas marcas deixamos para trás, pensamos resistir sozinhos, pensamos aguentar e quando damos conta sabemos que não aguentamos mais. Quantas mais vezes precisarei de cair para me levantar sozinha, quantas mais vezes preciso chamar. Já perdi tanto, já conquistei tanto, … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário