ao por do sol

Passa o tempo, passa as horas cada vez mais rápido e no abrigo desperto que hoje é vejo aquilo que agora me falta, tanto me falta e tanto preciso, mas tudo partiu, tudo aquilo que eu amava partiu, ou simplesmente me espera noutro local, a outra hora que não esta, me espera que eu volte para ao pé deles.

Sinto um vazio enorme aqui, um buraco que só vocês puderam deixar, uma dor tão profunda que ninguém pode imaginar, sinto-me a morrer ao poucos agarrada a pouca felicidade que ainda me resta, ou a pouca felicidade infeliz que ainda tenho. Queria tanta coisa e neste momento não sei dizer o que, tenho tudo e falta-me tanto nesta vida, tinha tudo a 8 meses atrás e agora fiquei sem nada, perdida sem vocês dois, que me deixaram aqui sozinha.

Traz o vento uma historia junto com o seu roçar na pele, conta uma historia de amor, linda mas triste uma historia que será conhecida por poucos, mas venerada por aqueles que a a conhecem pois não existe outra igual.

Sinto um vazio enorme é uma coisa sem explicação, que rouba o sono a noite, me desperta nas horas tardias e me assusta o coração ao pequeno sussurro do vento, é um vazio que não tem explicação, que ninguém entende, e que muitos tentam, é algo que existe em mim. Sinto tanto mas tanto a vossa falta, do vosso sorriso, das vossas brincadeiras, das vossas historias, de tudo o que vocês trouxeram e de tudo agora que levaram com vocês para sempre.

Rezo por nós, que poucos ficamos, ficamos com esse vazio maior a cada dia que passa, e que esperam ansiosamente por meros sinais vossos. Anseiam por algo que não vem….

 

Queria voltar atrás talvez dizer aquilo que nunca disse, escutar aquilo que nunca escutei, que escuto agora ou tento escutar, quando as estrelas são de prata e a noite ainda não é mais que um vislumbre no horizonte que se avizinha para breve nestas horas sem fim. É algo que procuramos ainda ter de vocês, porque vocês estão, nos mais belos momentos do dia, nas pequenas coisas que fazem da vida ainda um pequeno sentido para continuar.

As lágrimas não são mais que meras recordações de tudo aquilo que vivemos juntos, não é mais do que aquilo que juntos tivemos, e a calam o peito a anciã de estar com vocês, de vos ver, abraçar e sorrir e dizer que tudo o que temos ainda existe nos nossos corações. Mas falta-me a força para tanta coisa, falta-me a vontade a esperança e a aventura que sempre trazia, falta algo que nunca mais voltara que partiu convosco para sempre…

 

Com imensa saudade

J&M

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s