Arquivos Mensais: Agosto 2008

De férias

olá amigos!!! Bem rapidamente tem passado estes dias aqui pela Quinta do Meio. Os dias tem estado solarengos com bastante calor onde não faltaram claro algumas idas ha piscina e ha noite o baile aqui da terrinha. =D Aos poucos … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

Palavras mudas

Palavras mudas que me roubaram a alegria nestes mais, uma dor prova que mais terei de enfrentar sem ti, tenho tanto medo, nem sei onde estou aqui perdida sem ti. Queria poder chamar por ti, dás-me a mão e seguir-te … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

Hungria

Bem que mais posso dizer-vos, estes dias não têem sido particularmente fáceis, devido ao facto especialmente de ser Agosto, aquele mês que inúmeras recordações me trás e porque o meu primo ainda está muito mal, ontem foi operado aos maxilares. … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Uma luta travada…

Sernancelhe: Colisão provocou um morto e um ferido grave Uma colisão frontal entre dois veículos ligeiros em Tabosa da Cunha, Sernancelhe, provocou esta madrugada um morto e um ferido grave, disse à agência Lusa fonte do Centro Distrital de Operações … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Dores que não entendo

Olá!!! Tinha tanto para vos contar, mas parece que neste momento as palavras certas me faltam, queria poder escrever e descrever a minha viagem a Hungria com o meu menino e o rancho dele. Queria poder dizer que durante esta … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

As verdades da mentira

Olá amigos!!! Bem hoje venho falar de uma coisa que me aliviou um pouco a alma. Ás uns tempos descobri uma coisa má, uma coisa que me revoltou profundamente. Algo que eu via e me sentia impotente perante ela sem … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | Publicar um comentário

O meu eu

Hoje aqui parada, aqui sentada, aqui a sentir a brisa no rosto, sinto o teu chamar por mim. Parada num só instante, onde o coração galopa as horas passageiras, onde tudo isto que existe é simplesmente meu, meu e de … Continuar a ler

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário